Esporte

PSG e Neymar ‘pegaram xixi na piscina’

O presidente da La Liga acusa clubes de futebol que gastam muito dinheiro de ‘doping financeiro’

Presidente da La Liga, Javier Tebas

O presidente da La Liga, Javier Tebas, bateu no PSG e no Manchester City

Roslan Rahman / AFP / Getty Images)

O presidente da La Liga, Javier Tebas, continuou sua campanha contra o Paris Saint-Germain e os gastos com transferências do Manchester City, acusando os gigantes europeus de doping financeiro.



Tebas, falando na convenção da Soccerex em Manchester, atacou os dois clubes novamente poucos dias depois de instar a Uefa a investigar o City sobre as alegações de que o clube violou as regras de fair play financeiro.

O PSG quebrou o recorde mundial de transferências no mês passado ao contratar Neymar do Barcelona por £ 198 milhões, enquanto as despesas com transferências do City no verão ultrapassaram os £ 220 milhões.

Sky Sports informa que o Tebas acusou os clubes de terem uma vantagem injusta, uma vez que ambos são estatais - City por Abu Dhabi e PSG pelo Catar.

Tebas afirmou: É quando os clubes de futebol têm uma vantagem competitiva devido ao rendimento que não provém dos próprios clubes.

Recentemente, Manchester City e Paris Saint-Germain, antes desse Chelsea, têm um dinheiro que não foi criado [por eles] e têm conseguido tirar vantagem com isso.

O Manchester City com todo esse óleo [dinheiro] vai levar todos esses jogadores e precisamos nos proteger. Nos últimos anos, o Manchester City pagou quase mil milhões em jogadores, PSG £ 950 milhões. '

Vimos as contas desses clubes nos últimos cinco anos, vendo receitas de ingressos, direitos de TV e receitas comerciais. Estes são dados publicamente disponíveis. Temos a comparação com o Real Madrid, Barcelona e Manchester United.

Sabemos que esses clubes lutam para se tornar a melhor marca do mundo. Fizemos este estudo das contas - fluxos de receitas, patrocínios, etc., etc. O PSG tem muito mais patrocínio do que o Manchester United. Isso é impossível. Isso é doping financeiro.

Não é como se eu não gostasse de PSG. Se esse jogador [Neymar] tivesse ido para o Manchester United, talvez eu não tivesse ido aos tribunais porque isso não é doping financeiro e talvez eles tenham dinheiro para comprar esse jogador.

Em despedida contra o PSG, Tebas disse que não descarta a possibilidade de gigantes franceses comprarem nomes como Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi.

Se Nasser [Al-Khelaifi, presidente do PSG] os quiser, eles podem simplesmente abrir os canos e comprá-los, disse Tebas.

Este é o preço do gás, não o preço do futebol. O conselho de turismo do Catar paga tanto [pelo patrocínio], outro paga esse tanto. É muito fácil fazer isso. Não é complexo.

Eles estão rindo da indústria, não estão? Nós os pegamos fazendo xixi na piscina. Agora Neymar subiu no trampolim e fez xixi no trampolim. Isto não é aceitável.