Notícias

Loja Halal disse para vender álcool e carne de porco ou fechamento facial

Supermercado parisiense advertiu que deve 'diversificar' sua linha de produtos para atender a comunidade local

Comida halal à venda em Paris

Um supermercado halal na França foi alertado que deve vender vinho e carne de porco para a comunidade local se quiser continuar com o comércio.

Good Price, no subúrbio de Colombes, em Paris, foi acusado de 'não atender à comunidade' ao se recusar a vender itens proibidos pelo Alcorão e disse que poderá ser fechado se não oferecer produtos adicionais.



A prefeita Nicole Goueta teria visitado a loja pessoalmente para pedir aos proprietários que 'diversificassem a gama de produtos' e acrescentassem álcool e carnes não halal.

O chefe de gabinete de Goueta, Jerome Besnard, disse ao Daily Telegraph a comunidade não estava sendo devidamente atendida e que a reação da cidade teria sido a mesma se uma loja kosher fosse aberta na área.

'Não queremos nenhuma área que seja apenas muçulmana ou qualquer área onde não haja muçulmanos', disse ele.

O dono da loja, Soulemane Yalcin, disse que a loja vendia produtos que representavam a comunidade que ele atende.

'Eu faço a troca, olho ao meu redor e me concentro no que posso vender', disse ele O parisiense jornal.