Notícias

Investigação lançada no 'motim' da prisão de Bedford

Relatórios dizem que 200 presidiários estiveram envolvidos em distúrbios de seis horas na prisão Categoria B

Prisão

Ian Waldie / Getty Images

O Serviço Prisional lançou uma investigação sobre um suposto motim em HMP Bedford, que envolveu 200 dos internos da prisão.

Um porta-voz disse: 'Agentes penitenciários especialmente treinados e funcionários dos serviços de emergência resolveram com sucesso um incidente envolvendo vários prisioneiros em HMP Bedford.



'Haverá uma investigação sobre este incidente. Temos absoluta certeza de que os prisioneiros que se comportarem dessa maneira serão punidos e podem passar muito mais tempo atrás das grades. '

A situação foi controlada após uma operação de seis horas envolvendo policiais e equipes de ambulâncias no domingo.

Numerosos vídeos que supostamente mostram o motim foram colocados nas redes sociais. A filmagem, que não foi verificada, supostamente mostra prisioneiros ocupando os corredores, gritando e aplaudindo.

Também houve relatos de uma série de explosões e estrondos vindos de dentro da prisão.

Steve Gillan, secretário-geral da Associação de Oficiais de Prisão, disse que vários guardas foram forçados a se retirar para um 'lugar seguro' durante o distúrbio.

De acordo com Notícias da Sky , dois internos foram tratados por ferimentos leves. Nenhum guarda foi considerado ferido.

Richard Fuller, o MP de Bedford e Kempston, deve apresentar uma 'questão urgente' à Secretária de Justiça Liz Truss no parlamento hoje, dizem fontes de notícias locais.

A prisão, que remonta a 1801, tem cerca de 500 homens. É classificado como Categoria B, o que significa que os presos não precisam de segurança máxima, mas qualquer fuga representaria um 'grande risco' para a comunidade.